00:00
05:12
Olá! Hoje é segunda-feira, 22 de janeiro de 2024, meu nome é Fabíola Lira, sou assessora de agronegócios e trago a vocês as expectativas da equipe de inteligência competitiva do Agronegócio do Banco do Brasil para o movimento de preços no curto prazo para as commodities soja, milho, café e boi gordo.
Iniciando com a soja, espera-se que O mercado de soja pondere os primeiros dados de áreas colhidas no Brasil e a conclusão da fase de plantio na Argentina, com possível contraponto com a demanda mundial para novas precificações. As projeções para a produção da safra na América do Sul ainda são boas, mantendo a oferta elevada. O clima na América do Sul permanece como fator central de monitoramento dos traders, uma vez que grande parte da safra brasileira está em desenvolvimento nas fases de floração e enchimento de grão. O INMET, prevê chuvas nas regiões Norte e Nordeste, com pancadas de chuvas nas áreas do MATOPIBA, com volumes que podem atingir 70mm. Para o Centro-Oeste e Sudeste, há previsão localizada de pancadas de chuvas fortes que devem ultrapassar 90 mm. Já para o Sul do País, há previsão de chuvas com volumes de até 60 mm na faixa centro leste. No macro cenário geopolítico, voltam as preocupações quanto a escalada do conflito entre Israel e Hamas. O mercado interno deverá manter o viés de lateralidade para o curto prazo, no entanto, com a safra dentro da média prevista para o continente sul-americano, o viés seguirá de baixa para o médio prazo.
No tocante ao milho, O mercado externo seguirá atento à demanda pelo milho norte-americano. Caso o relatório de exportações, que é divulgado semanalmente pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, venha abaixo do que o mercado espera, as cotações poderão seguir desvalorizadas, refletindo a fraca demanda pelo cereal estadunidense. No Brasil, o plantio do milho 2ª safra já iniciou no maior estado produtor, Mato Grosso. De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), a semeadura está adiantada. Foram cultivados cerca de 1,24% dos 7,02 milhões de hectares previstos. No mesmo período do ano passado, o percentual era de 0,42%. A Conab informou avanço de 3,4 pontos percentuais no plantio da 1ª safra de milho no Brasil, chegando a 87,7% do total da área. A colheita desta safra atingiu 6,8%, por enquanto concentrada nos estados localizados na região sul (RS – 24%, SC – 8% e PR – 1%). Internamente, os preços físicos podem continuar pressionados negativamente no curto prazo, em razão do início da colheita da 1ª safra.
Para o café, destaca-se que, A meteorologia mantém previsão de chuvas e temperaturas amenas para a semana nas regiões produtoras, favorecendo o enchimento dos grãos; Os problemas logísticos, os baixos estoques certificados em bolsas, os problemas de oferta de robusta na Ásia e as condições climáticas ainda impactarão a volatilidade do mercado. A permanência dos conflitos na região do Mar Vermelho ainda podem elevar os preços internacionais dos fretes marítimos; Diante dessas incertezas de clima, mercado e da produção de café, principalmente no Brasil, e com fundamento nos estoques externos mais reduzidos, consideramos perspectiva de manutenção nos preços.
Quanto ao Boi Gordo, é importante frisar que: USDA divulgou o relatório de jan/24 para o mercado pecuário, estimando que a produção brasileira de carne bovina em 2.024 será de 10,83 milhões de toneladas (equivalente de peso de carcaça), volume este 2,6% superior a 2.023. Com o preço da arroba em patamares menores, os animais de reposição estão com preços favoráveis para o recriador fazer a aquisição, considerando que este representa cerca de 70% do custo da atividade.
Com menor poder aquisitivo da população no mês de janeiro, devido as contas das festividades do final do ano, impostos e gastos escolares no início de janeiro, a segunda quinzena do mês poderá ser de menor consumo de carne bovina. Desejamos a todos os nossos clientes uma excelente semana, bons negócios e até a próxima!
Olá! Hoje é segunda-feira, 22 de janeiro de 2024, meu nome é Fabíola Lira, sou assessora de agronegócios e trago a vocês as expectativas da equipe de inteligência competitiva do Agronegócio do Banco do Brasil para o movimento de preços no curto prazo para as commodities soja, milho, café e boi gordo. Iniciando com a soja , espera-se que O mercado de soja pondere os primeiros dados de áreas colhidas no Brasil e a conclusão da fase de plantio na Argentina, com possível contraponto com a demanda mundial para novas precificações. As projeções para a produção da safra na América do Sul ainda são boas, mantendo a oferta elevada. O clima na América do Sul permanece como fator central de monitoramento dos traders, uma vez que grande parte da safra brasileira está em desenvolvimento nas fases de floração e enchimento de grão. O INMET, prevê chuvas nas regiões Norte e Nordeste, com pancadas de chuvas nas áreas do MATOPIBA, com volumes que podem atingir 70mm. Para o Centro-Oeste e Sudeste, há previsão localizada de pancadas de chuvas fortes que devem ultrapassar 90 mm. Já para o Sul do País, há previsão de chuvas com volumes de até 60 mm na faixa centro leste. No macro cenário geopolítico, voltam as preocupações quanto a escalada do conflito entre Israel e Hamas. O mercado interno deverá manter o viés de lateralidade para o curto prazo, no entanto, com a safra dentro da média prevista para o continente sul-americano, o viés seguirá de baixa para o médio prazo. No tocante ao milho, O mercado externo seguirá atento à demanda pelo milho norte-americano. Caso o relatório de exportações, que é divulgado semanalmente pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, venha abaixo do que o mercado espera, as cotações poderão seguir desvalorizadas, refletindo a fraca demanda pelo cereal estadunidense. No Brasil, o plantio do milho 2ª safra já iniciou no maior estado produtor, Mato Grosso. De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), a semeadura está adiantada. Foram cultivados cerca de 1,24% dos 7,02 milhões de hectares previstos. No mesmo período do ano passado, o percentual era de 0,42%. A Conab informou avanço de 3,4 pontos percentuais no plantio da 1ª safra de milho no Brasil, chegando a 87,7% do total da área. A colheita desta safra atingiu 6,8%, por enquanto concentrada nos estados localizados na região sul (RS – 24%, SC – 8% e PR – 1%). Internamente, os preços físicos podem continuar pressionados negativamente no curto prazo, em razão do início da colheita da 1ª safra. Para o café, destaca-se que, A meteorologia mantém previsão de chuvas e temperaturas amenas para a semana nas regiões produtoras, favorecendo o enchimento dos grãos; Os problemas logísticos, os baixos estoques certificados em bolsas, os problemas de oferta de robusta na Ásia e as condições climáticas ainda impactarão a volatilidade do mercado. A permanência dos conflitos na região do Mar Vermelho ainda podem elevar os preços internacionais dos fretes marítimos; Diante dessas incertezas de clima, mercado e da produção de café, principalmente no Brasil, e com fundamento nos estoques externos mais reduzidos, consideramos perspectiva de manutenção nos preços. Quanto ao Boi Gordo, é importante frisar que : USDA divulgou o relatório de jan/24 para o mercado pecuário, estimando que a produção brasileira de carne bovina em 2.024 será de 10,83 milhões de toneladas (equivalente de peso de carcaça), volume este 2,6% superior a 2.023. Com o preço da arroba em patamares menores, os animais de reposição estão com preços favoráveis para o recriador fazer a aquisição, considerando que este representa cerca de 70% do custo da atividade. Com menor poder aquisitivo da população no mês de janeiro, devido as contas das festividades do final do ano, impostos e gastos escolares no início de janeiro, a segunda quinzena do mês poderá ser de menor consumo de carne bovina. Desejamos a todos os nossos clientes uma excelente semana, bons negócios e até a próxima! read more read less

3 months ago #agro, #agronegocio, #bancodobrasil, #bb, #boi, #boigordo, #bovinocultura, #broto, #cafeicultura, #café, #cenários, #mercado, #milho, #milhocultura, #soja, #sojicultura